Noticias

Em coletiva de imprensa, Leão da 13 apresenta comissão técnica e jogadores

Na tarde da terça-feira (26), o União Barbarense contou com a apresentação de sua comissão técnica e também dos jogadores que poderão compor o elenco da Segunda Divisão do Campeonato Paulista 2019. O técnico Denis Augusto terá ao seu lado o preparador físico Dino Zaparolli, que já exerceu a função no Leão da 13 durante a Série B do Campeonato Brasileiro de 2005 e também na Copa Paulista de 2009, além do preparador de goleiros Vanderlei Manoel, que encerrou sua carreira como futebolista no alvinegro barbarense em 1994.

O elenco ainda não foi definido oficialmente muito por conta de a comissão técnica não conhecer tão bem os jogadores que se apresentaram. Ao todo, 35 atletas estiveram presentes no estádio Antônio Guimarães para que tivessem o primeiro contato com o treinador e seus auxiliares. Esses atletas serão analisados com mais afinco pela comissão nos próximos dias e vários poderão ser dispensados conforme a necessidade.

De acordo com o gerente de futebol Maurílio D’Elboux, das 26 vagas para registro de jogadores, apenas 20 serão preenchidas neste primeiro momento, restando seis fichas para jogadores que possam chegar ao time no decorrer do campeonato. A intenção é completar o time com jogadores da base do Leão da 13. Em coletiva de imprensa, o técnico Denis Augusto fez um pequeno balanço das avaliações realizadas pelo clube e como será o cronograma de treinos para o campeonato.

"A avaliação foi muito boa, a gente não esperava que iriam vir tantos atletas. Conseguimos tirar sete atletas para serem avaliados e ver eles se encaixam no nosso perfil de trabalho para mantê-los no elenco. Sobre a programação, a comissão técnica irá se reunir e definir o cronograma, mas já vamos iniciar o trabalho para observar esses atletas avaliados", comentou Denis.

O Leão da 13 compõe o Grupo 3 da Segunda Divisão Paulista, ao lado de Rio Branco, Independente de Limeira, Itapirense, XV de Jaú e Brasilis. Para Denis, o fato de as equipes serem todas tradicionais no futebol paulista, acaba tornando o grupo um dos mais difíceis do torneio.

"Esse grupo é muito difícil. Se formos pegar, do campeonato todo, esse é o grupo mais difícil. São muitos clubes de tradição e todos os jogos vão ser difíceis. Não vai ter jogo fácil, quem vai tornar o jogo fácil somos nós. As equipes são boas, clubes que já estão treinando. Nós estamos começando, mas faremos de tudo para classificar", afirmou o treinador.

Muito se fala da importância de trabalhar o psicológico dos jogadores por se tratar de um campeonato sub-23, onde é comum o time acabar se prejudicando por conta do lado emocional estar, de certa forma, enfraquecido. O comandante do Leão da 13 acredita que uma boa conversa e aproximação de seus comandados é uma boa alternativa para trabalhar o psicológico do elenco para que isso não atrapalhe o desempenho durante o campeonato.

"Precisa ter bastante conversa com eles. Já tive a experiência de trabalhar no sub-17 e sub-20 e toda vez a gente conversava antes de começar os treinamentos, chamava alguns pra conversar e saber como eles estavam. Não é só dentro de campo, existem problemas familiares, namorada, essas coisas, e isso atrapalha o rendimento dentro de campo. Por isso a gente procura saber qual a situação familiar deles pra ver no que podemos ajudar. Aqui não vai ser diferente, temos alguns jogadores mais maduros, mas temos que manter a conversa pra sempre saber a situação de cada um", concluiu o treinador.



Rádio Luzes