Noticias

Prefeito assina dois primeiros contratos do Saúde Já

O prefeito de Americana, Omar Najar, assinou nesta sexta-feira (5) os dois primeiros contratos para o início do projeto "Saúde Já". A proposta, de autoria do vereador Rafael Macris, propõe a redução das filas por especialidades médicas no município por meio da contratação do serviço.

A Consultemed LTDA irá oferecer consultas de urologia e cardiologia, sendo que o contrato de um ano prevê até 3.840 para a primeira especialidade e 4.800 para a segunda. O Executivo irá pagar R$ 52 por consultas. O outro contratado será o Instituto de Olhos de Americana LTDA, que fornecerá até 4.800 consultas de oftalmologia, também pelo mesmo preço.

O vereador destacou a funcionalidade do projeto e a capacidade que ele terá de solucionar o baixo número de profissionais da saúde no quadro municipal. "É um projeto de grande ajuda para o sistema de saúde de Americana, pois permitirá que as filas por especialidade sejam reduzidas até que as grandes demandas se regularizem", disse o parlamentar.

O prefeito de Americana, Omar Najar, destacou que os dois contratos são o início de um processo de melhoria e avanço nos atendimentos do município. "Houve um processo burocrático importante para firmarmos estas contratações e temos outras ainda em tramitação. É um grande projeto do vereador, nosso líder, e que vai permitir avanços para a Saúde de Americana", disse.

A fila de espera em consultas na rede pública municipal é a situação apontada pelo secretário de Saúde, Gleberson Miano, como uma das mais delicadas, já que a demanda por esses procedimentos é elevada e a prefeitura encontra-se impedida de contratar os profissionais por concurso público. "A gente precisa pensar em medidas efetivas que realmente vão contribuir com as pessoas que estão na fila de espera e a gente consiga desaguar essa fila, fazendo um número muito grande de consultas mensais", explicou o vereador.

Os contratos vem sendo firmados por meio de chamamento público e há outros processos ainda em andamento. Outras especialidades também foram incluídas no chamamento e poderão ser contempladas, como dermatologia, ortopedia, psiquiatria, etc. O contrato dos serviços, conforme será especificado no processo de chamamento público, inicialmente, deve ser de 12 meses, podendo ser renovado conforme a legislação vigente.

De acordo com o secretário de Saúde, Gleberson Miano, as consultas deverão ser realizadas por encaminhamento em locais indicados pela contratada, como ambulatórios ou consultórios médicos no município e serão acompanhadas pela própria Secretaria de Saúde.



Rádio Luzes