Silvio Dourado propõe moção de apelo ao Congresso Nacional pela aprovação da lei que coíbe assistolia fetal

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
Fonte: Câmara Municipal de Americana
foto: Divulgação

PUBLICIDADE

O vereador Silvio Dourado (PL) protocolou na secretaria da Câmara Municipal de Americana uma moção de apelo ao Congresso Nacional pela aprovação do projeto de lei nº 1904/2024, que inclui parágrafos no Código Penal Brasileiro com o objetivo de coibir o uso de assistolia fetal.

 

De acordo com o parlamentar, o Conselho Federal de Medicina (CFM) emitiu a Resolução nº 2378/2024 para regulamentar o procedimento no qual drogas (cloreto de potássio e lidocaína) são injetadas no feto em formação, provocando sua morte não natural (feticídio). Segundo Dourado, o Código Penal necessita de atualização urgente e, por isso, a aprovação do projeto de lei é fundamental para garantir o direito à vida.

 

“O projeto busca preencher lacuna legal no Código Penal, possibilitando a viabilidade fetal nas gestações acima de 22 semanas e impedindo a prática da assistolia após esse período. Com a aprovação do projeto, cria-se o instrumento legal em que é aperfeiçoada a legislação penal sobre a interrupção da gravidez”, diz o vereador.

 

A moção será relacionada na pauta da sessão ordinária de terça-feira (18) e, se aprovada, será encaminhada aos organizadores.

Leia Também

Acesse Também

É Tetra!

O Esmeralda conquistou o quarto título de Campeão Barbarense de Futebol 1ª Divisão num jogo inesquecível contra o já tetra e atual campeão São Fernando.

Vai dar tetra ou penta?

A final do Campeonato Barbarense de Futebol 1ª Divisão, o tradicional Varzeanão, acontece neste sábado, às 14h30, no Estádio Antônio Guimarães. O Esmeralda foi campeão