Haddad confirma Gabriel Galípolo, ex-presidente do Banco Fator, como secretário-executivo do Ministério da Fazenda em 2023

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn

PUBLICIDADE

Futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad, se reuniu nesta terça com o atual ministro da Economia, Paulo Guedes, e com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.

O futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou esta terça-feira (13) o nome de Gabriel Galípolo como secretário-executivo do Ministério da Fazenda a partir de 2023.

A confirmação foi dada após reunião com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. Segundo ele, o encontro foi ótimo. Mais cedo, ele já havia se reunido com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Formado em Ciências Econômicas e mestre em Economia Política pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), Galípolo foi presidente do Banco Fator de 2017 a 2021. Também já foi professor da Graduação da PUC-SP.

Integrante do grupo técnico de infraestrutura na equipe de transição do governo eleito, Galípolo ensinou sobre PPPs e concessões na Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Próximo do PT há anos, o economista ajudou na campanha eleitoral de Lula nesse ano.

No mês passado, Galípolo afirmou que o teto de gastos já passou da fase do funeral e que está mais “para a missa de sétimo dia”. Na campanha, o presidente Lula afirmou que revogaria o teto de gastos e, na PEC da transição, foi incluído um dispositivo para que uma proposta de nova regra fiscal seja proposta até agosto de 2023.

Galípolo também defendeu no mês passado, segundo o jornal “Valor Econômico”, que os economistas precisam dialogar com a sociedade sobre o orçamento e que o problema do país não é o tamanho do Estado, mas uma qualidade ruim do gasto e da arrecadação.

Fonte: Globo.com

Foto: Reprodução

Acesse Também