Denis bagunçou o coreto

Facebook
Twitter
WhatsApp
LinkedIn
Denis Andia durante entrevista à Rádio Luzes. Foto: Leonardo Ferraz (RL)

PUBLICIDADE

Bastou uma postagem nesta semana no X (antigo Twitter) para o ex-prefeito barbarense Denis Andia provocar especulações e burburinhos sobre suas futuras pretensões políticas. Ocupando atualmente o cargo de Secretário Nacional de Mobilidade Urbana, um dos braços mais importantes do Ministério das Cidades, Denis publicou uma foto sua segurando um capacete com o brasão do Município de Santa Bárbara d`Oeste e escreveu:

“A experiência até aqui foi excelente! Agora, os próximos passos trazem um novo desafio para algo que já conheço bem e sei como fazer bem feito. Meu olhar nunca deixou de estar nas pessoas. Sempre estará! Chegou a hora! Vamos em Frente!”

Algumas pessoas interpretaram essa publicação como uma despedida do cargo ocupado no Governo Federal para:

Alternativa A) Assumir uma cadeira na Câmara Federal onde é suplente no seu partido depois de receber mais de 75 mil votos nas eleições de 2022;

Alternativa B) Se candidatar a um terceiro mandato como prefeito de Santa Bárbara onde foi eleito em 2012 e reeleito de forma inédita na cidade em 2016.

Um dos empecilhos para a candidatura de Denis seriam as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado no período em que comandou o Poder Executivo. Cinco de suas oito contas tiveram apontamentos de irregularidades feitos pelo Tribunal. Porém, das três colocadas em votação até agora pela Câmara de Vereadores, duas foram aprovadas e a única rejeitada teve a votação suspensa por decisão judicial depois de um pedido do ex-prefeito. Ainda restam duas contas, porém Denis tem apoio forte dentro do Poder Legislativo.

Mas talvez a principal questão nem seja a contábil e sim a política. Denis elegeu seu sucessor, Rafael Piovezan. Apesar de hoje estarem em partidos diferentes (Denis está no MDB e Rafael migrou do MDB onde foi eleito para o PL), Denis “colou” em Rafael no início do mandato e ambos trocaram juras de fidelidade eterna. Denis nunca negou sua obsessão por uma cadeira no Congresso e Rafael já faz tempo que articula sua reeleição com diversos setores da política barbarense.

Recentemente, entrevistamos os dois. Rafael disse que não brigou com Denis e que quem afirma o contrário está fazendo ilações equivocadas. Denis disse que se Rafael for candidato ele vai apoiá-lo. Essas são palavras de Denis no programa Dia a Dia Luzes do dia 13 de maio de 2024 (confira a íntegra no canal da Rádio Luzes no YouTube – Rádio Luzes Oficial): “Não vejo sentido em lançar candidatura se o Rafael estiver buscando a reeleição. Então, não serei candidato e vou apoiar o Rafael que está dando sequência ao trabalho que realizamos”.

Por aí se vê que Denis só sairá candidato se Rafael não for. No entanto, na política, muitas vezes tudo está tão certo como dois e dois são cinco.

Se estivéssemos falando de uma partida de futebol, eu diria que Denis está fazendo o papel do centro-avante que é o craque do time. Ele vai puxar pra si as atenções dos seus marcadores. Quando todo mundo estiver no seu encalço, o meio-campista camisa 8 entra por trás da zaga e finaliza para o gol desguarnecido.

Política, atualmente, é 70% marketing. Nesse quesito, enquanto muitos estão indo, Denis já está voltando.

A verdade é que o pleito eleitoral de 2024 em Santa Bárbara será um sem Denis e outro com ele. É a mesma coisa afirmar que, se fosse em outros tempos, as eleições seriam de um jeito com Romaninho e Zé Maria e seriam outras sem eles. As eleições sempre têm os seus craques ou, na ausência deles, os que vestem a camisa 8.

Análise de José Flávio Scavassa que nunca foi além de um rústico lateral-esquerdo camisa 6

Leia Também

Acesse Também

É Tetra!

O Esmeralda conquistou o quarto título de Campeão Barbarense de Futebol 1ª Divisão num jogo inesquecível contra o já tetra e atual campeão São Fernando.

Vai dar tetra ou penta?

A final do Campeonato Barbarense de Futebol 1ª Divisão, o tradicional Varzeanão, acontece neste sábado, às 14h30, no Estádio Antônio Guimarães. O Esmeralda foi campeão